Segunda-feira, 24 de Maio de 2010

Rock n’ ideas

 

No segundo dia do festival, a promoção para um “Mundo Melhor” continuou com força por parte da organização e com a cobertura dos Jovens Repórteres para o Ambiente.

Continuaram a ser divulgados vários projectos sociais, tanto a nível privado como público, nomeadamente, da Câmara de Lisboa e da Santa Casa da Misericórdia. Ao longo de todo o evento, a Santa Casa da Misericórdia promoveu o projecto “Raspadinha”, onde, com um simples bilhete, os participantes se habilitavam a vários prémios. Parte dos lucros da venda destes bilhetes revertem para a Santa Casa da Misericórdia, ajudando deste modo os mais desfavorecidos. Uma outra iniciativa solidária do evento passa pelo Palco Mundo que tem instalado cerca de 200 painéis fotovoltaicos que produzem energia eléctrica que será posteriormente vendida à Rede Eléctrica Nacional, sendo os lucros doados a instituições sociais.

No stand da Câmara Municipal de Lisboa, foram apresentadas várias iniciativas sociais. Uma dessas iniciativas intitula-se “Sustentabilidade Mais” e é um projecto da responsabilidade da Câmara de Lisboa e da organização do Rock in Rio. Para o projecto foram convidadas diversas empresas e entidades a aderir à promoção de uma correcta utilização dos recursos.

Um representante da Câmara de Lisboa referiu que a autarquia ‘promoveu a realização de um concurso de vídeos, com diversos temas ligados as ambiente. Por último, promoveu também, para os participantes do evento, um projecto relacionado com os resíduos presentes no espaço, em que posteriormente foi atribuído um prémio’.

Neste segundo dia de festival, os Jovens Repórteres constataram que a organização não descurou a questão da recolha selectiva de resíduos, o que ficou visível na elevada frequência da recolha dos mesmos. Grande parte dos participantes deste evento afirma que as questões ambientais foram abordadas de forma positiva pela organização, assinalando, por exemplo, a existência de vários pontos de recolha de lixo, que contribui para a separação de resíduos durante o evento, e instalação de painéis solares no Palco Mundo. No entanto, os funcionários responsáveis pela limpeza do recinto têm uma opinião diferente. Apesar de a mensagem ter sido bem divulgada pela comunicação social, estes consideram que a maioria dos presentes não se preocupa com a separação do lixo.

No final da noite, o vocalista dos Trovante, Luís Represas, manifestou o seu agrado em participar num evento com tantas preocupações sociais e ambientais. Afirmou que a participação dos artistas em eventos deste género é uma forma de levar o público a mudar a sua atitude no que diz respeito à importância do ambiente e o estado de Planeta.

Estas são algumas ideias que podem contribuir para que os comportamentos em prol do ambiente se tornem cada vez mais frequentes entre nós.

 

Por Emanuel Franco, Mariana Fernandes, Rita Silva, Marta Antunes (Grupo A)

publicado por jra às 16:02
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.posts recentes

. Fotoreportagem Grupo F (3...

. Fotoreportagem Grupo E (3...

. Fotoreportagem Grupo D (3...

. Fotoreportagem Grupo F (2...

. Fotoreportagem Grupo E (2...

. Fotoreportagem Grupo D (2...

. JRA no Rock in Rio (Vídeo...

. JRA no Rock in Rio (29 de...

. JRA no Rock in Rio (Vídeo...

. JRA no Rock in Rio (Vídeo...

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds